quarta-feira, novembro 28, 2007

D. Carlos Azevedo deixa conselhos ao Estado laico

O secretário e porta-voz da Conferência Episcopal Portuguesa adverte para o facto de o secularismo militante não poder ser a base do Estado.
A mensagem de D. Carlos Azevedo foi deixada no encerramento de um ciclo de conferências organizado pela SEDES, em conjunto com a Universidade Católica Portuguesa.
D. Carlos Azevedo explicou o lugar de um Estado laico na sociedade, lembrando que "Estado laico não significa arreligioso ou anti-religioso".
"O velho laicismo é inadequado no futuro para compreender o contributo positivo da religião na sociedade. O secularismo militante não pode ser a base do Estado, sob pena de, não reconhecendo a pluralidade, fazer de presumida laicidade, o fundamentalismo, igual ao que pretende combater", referiu.
"Para as religiões a laicidade aberta é uma garantia contra as pretensões laicistas de um fundamentalismo aninhado em Democracias liberais e é também uma protecção contra a utilização instrumental da Fé como religião civil, a uso exclusivo do poder dominante", disse ainda.
Mário Soares, por seu lado, sublinhou a importância do diálogo entre as religiões. "A liberdade religiosa é um direito – e não só um direito é qualquer coisa de essencial – e está consagrada na Declaração Universal dos Direitos do Homem. Em Portugal existe uma boa lei de liberdade religiosa e é preciso que essa lei seja cumprida porque isso é a condição da nossa paz social", referiu o actual presidente da Comissão da Liberdade Religiosa.
in Agência Ecclesia

segunda-feira, novembro 26, 2007

Presentes Solidários 2007

A Fundação Evangelização e Culturas (FEC) repete em 2007 a campanha de Natal Presentes Solidários - presentes que se focam no essencial e não-comercial - que tem como objectivo contribuir para o desenvolvimento dos países de expressão portuguesa. São presentes destinados às comunidades mais carenciadas e que visam melhorar a sua qualidade de vida.Existem 7 presentes diferentes, e o comprador escolhe um ou mais de cada um deles e oferece em nome de um amigo, familiar ou colega de trabalho – quem dá, dá a duplicar: ao seu amigo e à família do país em causa.
São presentes que não se esgotam no momento, ou seja, têm em vista oDesenvolvimento. Por exemplo, a compra de 1 depósito de água para umafamília brasileira irá permitir-lhe ter acesso a água potável, e assimprotegerem-se de muitas doenças a que estão sujeitos actualmente. Ou uma caixa de costura que irá ajudar uma mulher angolana a lançar-se em novas oportunidades através do seu próprio negócio Um importante desafio para as mulheres em África.Em 2006, 1400 famílias receberam um presente que lhes mudou a vida.
Existe um presente para cada país lusófono:
Moçambique – Um Jogo de Panelas que vai ajudar a resolver o problema da qualidade da alimentação na zona de Quelimane, onde os padres Dehonianos identificaram esta necessidade – 9?
Cabo Verde - Três Livros Escolares que vão dar aos estudantes dos colégios dos padres Salesianos uma oportunidade de estudar e de construírem o seu futuro e, por consequência, o futuro da sua sociedade - 6?
Guiné-Bissau - 24 Tijolos que vão apoiar as comunidades mais carenciadas com quem trabalham as Missionárias do Espírito Santo a construir escolas e infra-estruturas essenciais para a educação das crianças dessas comunidades - 18?
Timor-Leste - Um Kit de Higiene, que será utilizado pelos Irmãos São João de Deus no projecto de Educação para a Saúde que desenvolvem naquele país, onde procuram estimular as populações - 16?
São Tomé e Príncipe - Uma Bata Escolar, que vai permitir vestir as meninas dos Centros de Acolhimento da Diocese da mesma forma que se vestem as outras meninas que com elas frequentam as escolas, atenuando assim as diferenças sociais e estimulando o conhecimento mútuo e a amizade - 8?
Brasil - Um Depósito de Água, instrumento extremamente necessário para as famílias brasileiras da zona onde os padres Espiritanos trabalham, que não têm outra forma de armazenar a água das chuvas e a pouca água que chega de forma irregular pela canalização, sendo obrigadas a abastecerem-se no rio, com água não potável, causadora de doenças - 24?
Angola - Uma Caixa de Costura que vai ajudar um grupo de mulheres apoiadas pelas Irmãs São José de Cluny a tornarem-se independentes e a conseguirem ter uma vida própria que lhes é negada pela discriminação de género que sofrem na sociedade - 22?
O Presente de Natal ideal
Com esta Campanha há contributos concretos para transformar a vida deinúmeras pessoas que vivem em situações precárias nos países de línguaportuguesa. A Fundação Evangelização e Culturas assegura que uma família realmente carenciada irá receber o presente escolhido, enquanto o amigo, familiar ou colega de trabalho irá receber um postal personalizado, assinado por quem ofereceu.
Como encomendar?
Simples - basta ir ao site www.fecongd.net até ao dia 10 de Dezembro. Lá, escolhe os Presentes que quer oferecer e faz a sua encomenda. Receberá então uma referência Multibanco com a qual poderá efectuar a sua compra em qualquer caixa Multibanco. Dias mais tarde irá receber em casa um certificado em formato de postal para oferecer ao amigo em nome de quem comprou o presente.
Fundação Evangelização e Culturas
A Fundação Evangelização e Culturas assume-se como a plataforma da Igreja Portuguesa para o relacionamento com as Igrejas Lusófonas e pretende desempenhar um papel importante na dinamização e sensibilização da sociedade portuguesa para o desafio da cooperação e do desenvolvimento dos países lusófonos.