quarta-feira, novembro 04, 2009

Visita do Papa a Portugal

Papa celebrará missa campal em Lisboa e 13 de Maio em Fátima
Delegação do Vaticano chegou ontem a Lisboa e reuniu-se com autoridades eclesiásticas para traçar o programa da visita de Bento XVI

O Papa celebrará uma missa campal em Lisboa e presidirá às comemorações do 13 de Maio no Santuário de Fátima. Estes deverão ser os dois momentos altos da visita de Bento XVI a Portugal, que arrastarão milhares de pessoas e obrigarão a mobilizar um complexo dispositivo de segurança.
O chefe da Igreja Católica - que virá pela primeira vez a Portugal enquanto Papa - deverá estar pelo menos três dias no País, onde se encontrará também com o Presidente da República, Cavaco Silva, e com outras entidades oficiais.
Foi este o programa apresentado pelas autoridades eclesiásticas portuguesas à delegação do Vaticano que chegou ontem a Portugal e cá estará até ao final da semana para preparar o evento de Maio.
A sugestão da visita foi debatida ontem com o coordenador das visitas papais, o responsável do protocolo do Vaticano e mais uma representante da Alitalia, operadora de viagens italiana. Da parte da Igreja Católica portuguesa, estiveram presentes na reunião de ontem o cardeal patriarca de Lisboa, o presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, D. Jorge Ortiga, e o seu porta-voz, o bispo de Leiria-Fátima, o reitor do Santuário de Fátima e o Núncio Apostólico, representante da Santa Sé em Portugal.
Nesta viagem de Estado, Bento XVI terá ainda um encontro em Lisboa com um grupo mais restrito de fiéis. "Sabemos apenas que será um encontro particular, mas ainda não podemos avançar com pormenores", afirmou ao DN Manuel Morujão, porta-voz da conferencia episcopal.
Em Lisboa, Bento VXI vai celebrar missa num espaço ao ar livre ainda a definir, e para vários milhares de pessoas. Um encontro que exigirá uma organização complexa e que obrigará a montar um enorme dispositivo de segurança.
Depois desta eucaristia, seguirá para Fátima, onde vai presidir à cerimónia que assinala a aparição de Nossa Senhora aos Pastorinhos. Um local onde o Papa já esteve no ano 2000, enquanto cardeal Ratzinger e perfeito para a Congregação para a Doutrina da Fé, acompanhando João Paulo II.
O porta-voz da Conferência Episcopal Portuguesa, Manuel Morujão, sublinhou ontem que este é ainda um programa provisório. Depois de ter sido proposto à delegação do Vaticano, será agora debatido e aprovado pelos bispos portugueses.

1 Comments:

At 1:58 da tarde, Blogger am said...

Programa da visita papal está nas mãos de Bento XVI

Lisboa, Fátima e Porto podem constar no itinerário

Os detalhes da programação da visita de Bento XVI a Portugal estão nas mãos do próprio Papa. Mas a CEP (Conferência Episcopal Portuguesa) já confirma que o pontífice chegará a Lisboa no dia 11 de maio e regressará a Roma no dia 14.

Segundo informa Agência Ecclesia, o presidente da CEP, Dom Jorge Ortiga, disse esta quinta-feira em Fátima que foi apresentado ao Vaticano um esquema de visita, com “hipótese de várias iniciativas”. Mas “a última palavra é sempre do Santo Padre”, afirmou.

Dom Jorge Ortiga admite que haverá encontros e celebrações em vários lugares, admitindo iniciativas com o mundo da cultura, o mundo sócio-caritativo, sacerdotes e agentes pastorais. Em Fátima, assegurou, a visita seguirá o “esquema habitual” das celebrações na peregrinação de maio.

Este responsável confirmou ainda que Dom Manuel Clemente, Bispo do Porto, pediu que o Papa “tivesse um espaço” na Cidade do Porto.

O arcebispo de Braga recordou também que é preciso ainda definir a parte “civil”, os contatos com a Presidência da República e com o governo.

No comunicado final da Assembleia plenária desta semana, os bispos portugueses afirmam esperar que a visita do Papa traga um “revigoramento da fé e o testemunho de justiça e caridade, nestes tempos em que tantos irmãos nossos vivem com grandes dificuldades”.

FÁTIMA, 12 de Novembro de 2009 (ZENIT.org)

 

Publicar um comentário

<< Home